Os vícios da alma.

dezembro 9, 2008 às 4:32 pm | Publicado em A Nova Era, Exílio Planetário | Deixe um comentário
Tags: ,

 

PERGUNTA: – Quais são as conseqüências dos vícios da alma em relação ao processo de transição para o novo estágio de evolução espiritual da Terra?

HERMES: – Solicitamos este capítulo especialmente para alertar os encarnados na vida física sobre os vícios da alma, que são os comportamentos rotineiros contrários às virtudes cristãs. Os vícios da alma são as atitudes daninhas, muitas vezes hipnóticas, que nos levam à ruína espiritual sem nem ao menos percebermos.

O homem atual, vítima de uma sociedade corrompida que alterou os valores morais para extravasar os seus caprichos, vive hoje um dilema de atitudes, muitas vezes justificando o injustificável, como profetizou João Evangelista no “Livro do Apocalipse”. No texto sagrado, o apóstolo afirma que chegado o “fim dos tempos” o que é certo passaria a ser considerado errado, e o que é errado passaria a ser considerado certo. Eis um retrato da sociedade humana atual!

 

PERGUNTA: – E qual seria o mais comum vício da alma?

HERMES: – A maledicência é o mais rotineiro vício de conduta da humanidade. Por causa desse veneno sutil, várias vidas são prejudicadas e relacionamentos destruídos com a famigerada “fofoca”. Falar da vida alheia, com críticas destrutivas, tornou-se um hábito deplorável que rompeu os limites aceitáveis na atual etapa evolutiva da Terra, sendo que hoje em dia chegou-se ao ponto de existirem revistas especializadas em expor de forma negativa a vida de celebridades da sociedade.

A maledicência é uma prova dos recalques milenares das almas encarnadas na Terra que ainda se comprazem com a tragédia alheia e invejam aqueles que alcançam as suas próprias metas ambiciosas. É realmente triste, mas tanto invejados como invejosos são dignos de pena. O invejado é vítima de sua própria arrogância e prepotência, frutos de seu culto exagerado à vida humana materialista e imediatista. Já o invejoso, é uma pobre criatura que sonha em ter uma posição de destaque dentro de uma sociedade ultrapassada e em franca decadência moral.

Os eleitos que se destacarão na Nova Era serão espíritos simples e desprendidos, jamais desejando serem venerados pelo culto exterior, mas sim serem lembrados por sua contribuição na construção de uma sociedade melhor. E os eleitos que não tiverem a mesma projeção social serão almas laboriosas, apenas interessadas no exemplo daqueles que se candidatarem a conduzir a sociedade, por suas aptidões políticas, religiosas, sociais ou artísticas.              

 

Fonte: “A Nova Era, orientações espirituais para o terceiro milênio”, obra mediúnica de Roger Bottini Paranhos, orientada pelo espírito Hermes

 

Anúncios

Deixe um comentário »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: